9 dicas para evitar a fraude do boleto de registro de domínio

Boa Leitura!

É muito constrangedor pagar pelo o que não devemos, não é mesmo? Motivado pelo aumento no número de clientes que pagam indevidamente um boleto de registro de domínio, resolvi compartilhar 9 dicas que lhe serão muito úteis na hora de tomar a decisão de pagar (ou não) por estes boletos.

Ao término deste post, certamente você terá esclarecido suas dúvidas e nunca mais cairá em uma fraude do boleto de registro de domínio. Você aprenderá a identificar a empresa que de fato deve receber pelo serviço de registro de domínios no Brasil, a detectar “elementos” que indicam a fraude, entre outras dicas bem interessantes.

Registro de Domínio e Hospedagem de Site

Muitas pessoas ainda confundem os serviços de registro de domínio e hospedagem do site. Tentarei explicar de uma forma bem simples e evitando ao máximo os termos técnicos.

  • Registro de domínio: a grosso modo, é o seu endereço na internet. Você paga uma taxa anual para a contratação e utilização de um “nome” próprio e único na internet. O domínio é a parte do endereço do site que aparece após o “www.” e ainda logo após o “@” do seu e-mail. O meu domínio, por exemplo, é domvas.com.br.
  • Hospedagem de site: uma vez que você já possui um endereço para o seu site e seu e-mail (um domínio), você precisará de uma espaço virtual para arquivar os dados, ou seja, hospedá-los. Existem inúmeras empresas de hospedagem no Brasil e mundo afora, com características e preços distintos. Converse com um especialista antes de contratar uma hospedagem, ele saberá indicar a empresa e o plano mais adequados ao seu site ou aplicação.

Conceitos esclarecidos, é hora de irmos às dicas.

9 dicas para você evitar a fraude do boleto de registro de domínio

Você pode navegar na sequência das dicas ou escolher a dica específica que melhor atende à sua dúvida.

  1. Entenda como o boleto de registro de domínio chega até você (e mate a charada pela data de vencimento)
  2. Identifique a empresa que está lhe cobrando pelo domínio
  3. Pesquise sobre a empresa que está lhe cobrando pelo registro de domínio
  4. Registros terminados em “.br”: somente com o Registro.br
  5. Pesquisando empresas responsáveis por domínios internacionais como o “.com”
  6. Atente-se ao valor cobrado pelo registro de domínio e desconfie de valores muito altos
  7. Leia com atenção o que está escrito no boleto de registro de domínio recebido
  8. Consulte sempre o Registro.br
  9. Por fim, consulte sempre um especialista

1) Entenda como o boleto de registro de domínio chega até você (e mate a charada pela data de vencimento)

Se você possui um domínio, em algum momento você ou alguém próximo realizou um cadastrado no Registro.br. O cadastro é obrigatório e é realizado mediante preenchimento de um formulário onde você fornece seus dados, principalmente um endereço físico e um endereço de e-mail. É através destes endereços que o boleto do Registro.br chega até você.

É importante que seu cadastro esteja sempre atualizados. Para atualizá-lo, acesse sua conta no Registro.br através de seu ID e senha. Se você não possui estes dados, converse com quem registrou este domínio para você. Também é possível consultar os dados do proprietário do domínio. Clique no link e informe o seu domínio na página que se abrirá, sem o “www” e clique em “consultar”. Na tela seguinte, veja as informações do ID e e-mail do responsável pelo domínio, além de verificar a data correta do vencimento no item “expiração”. Se a data do boleto que recebeu for diferente da que consta nesta página, bingo: trata-se de fraude dos boletos de registro de domínio!

E aqui está o mais importante desta dica: mantenha seu cadastro atualizado no Registro.br e pague somente os boletos de registro de domínio que chegam por e-mail. Além da praticidade no recebimento e de não precisar imprimir papéis, você poderá verificar que o endereço de e-mail de quem lhe escreve realmente pertence ao Registro.br, como na imagem abaixo.

Lembrete de renovação do Registro.br recebido por e-mail
Lembrete de renovação do Registro.br recebido por e-mail

2) Identifique a empresa que está lhe cobrando pelo domínio

Eu sei que eu já falei muito sobre o Registro.br na primeira dica, mas foi proposital. Empresas mal intencionadas tentam te confundir utilizando nomes similares ao original, como “br.registro“, “registro.com.br” e assim por diante. Ao receber seu boleto impresso, repare se o logotipo e/ou o nome do cedente correspondem aos descritos na imagem abaixo (Logotipo Nic.br e Registro.br). E, novamente, dê preferência por pagar boletos que você recebeu em seu e-mail conforme descrito na dica “entenda como o boleto do registro de domínio chega até você“.

Logotipo Nic.br e Registro.br

Logotipo Nic.br e Registro.br

3) Pesquise sobre a empresa que está lhe cobrando pelo registro de domínio

Esta dica é simples, rápida e eficiente. Recebeu o e-mail com a cobrança, está com dúvidas e desconfiando da origem? Uma rápida pesquisa na Internet pode ser útil. No Reclame Aqui, por exemplo, há diversas reclamações relacionadas às fraudes em boletos de registro de domínio. Os órgãos de defesa do consumidor também podem lhe auxiliar nesta etapa.

4) Registros terminados em “.br”: somente com o Registro.br

Algumas empresas de hospedagem de site também prestam o serviço de registro de domínio. Se este for o seu caso, procure sempre obter o boleto através do painel de controle da hospedagem.

Mesmo neste cenário, o Registro.br continua a estar envolvido. O Registro.br é o departamento do NIC.br responsável pelas atividades de registro e manutenção dos nomes de domínios que usam o .br.

Não se engane: se o boleto não vier através da sua empresa de hospedagem (que representam o Registro.br), pague somente boletos do Registro.br e evite problemas.

5) Pesquisando empresas responsáveis por domínios internacionais como o “.com”

Conforme descrito acima, o Registro.br é responsável por domínios terminados com “.br”. Se o seu domínio não terminar com “.br” e você desejar saber qual a empresa responsável, utilize ferramentas do tipo “whois”. Acesse um buscador, como o Google, e digite “whois”. Um exemplo de serviço é o Icann Whois: acesse e informe seu domínio para obter as informações que deseja.

6) Atente-se ao valor cobrado pelo registro de domínio e desconfie de valores muito altos

Este post foi escrito em novembro de 2018 e o valor atual para o registro de um domínio “.br” é de R$ 40,00 (quarenta reais) por ano. O sistema permite você pagar por mais anos e obter descontos, porém, por padrão, a cobrança é anual. Logo, se o valor for diferente disso, desconfie. Acesse a página ou ligue para o Registro.br e esclareça a questão rapidamente.

7) Leia com atenção o que está escrito no boleto de registro de domínio recebido

Ao receber o boleto de registro de domínio, procure ler com atenção todos os detalhes. Em boletos indevidos você pode encontrar termos como “pagamento opcional” ou “pagamento facultativo”, o que geram indícios de fraude.

8) Consulte sempre o Registro.br

Se as dicas acima ainda não forem suficientes para eliminar todas as suas dúvidas, recorra à entidade responsável por registros de domínios “.br”. O Registro.br oferece diversos tópicos de ajuda em seu site, bem como um endereço de e-mail e telefones para estes esclarecimentos.

Via e-mail
Cobrança: [email protected]
Procedimentos administrativos: [email protected]
Dúvidas técnicas: [email protected]
De segunda a sexta-feira das 08:00h às 18:00h.
+55 11 5509-3500
+55 11 5509-3501 (Fax)
Via correspondência
A/C Registro .br
Av. João Dias, 3163
05801-000 – São Paulo – SP

9) Por fim, consulte sempre um especialista

A consulta de um especialista é essencial para que você estabeleça sua presença online de maneira segura e tranquila. Ao fazer isso, você tem suas dúvidas rapidamente esclarecidas e pode focar no que realmente interessa para a sua empresa, produto ou serviço.

Conclusão

Gostou das dicas?  Seguindo estes passos dificilmente você será vítima de uma empresa mal intencionada e poderá efetuar com segurança os pagamentos pelo seu domínio, mantendo seu site e e-mails funcionando corretamente.

Compartilhe este post com mais pessoas para que elas também não sejam enganadas por esta fraude e lembre-se de deixar seu comentário abaixo com mais dicas e sugestões. Sucesso e até o próximo post!